blog

Grain: Imperfection is beauty

[ENGLISH] Street photographer Eric Kim has recently made the following claim on why several photographers add grain to their digital photographs: "I think one of the biggest reasons why we love grain, the look and aesthetic of film, is because imperfection is beauty." He goes even further: "With most modern digital cameras, the photos are too crisp. Too sharp. Too perfect." I partially agree with him and I note that grain adds texture to the image. Photographer Sebastião Salgado, for instance, always felt that modern digital imagens are too flat, that they lack volume and texture. When he started shooting with digital cameras, he hired a French company to develop for his digital images the same grain he used to have in this film photographs, which were mostly shot using the Tri-X film. Finally, I note that grain looks better on print than on images viewed on computers and mobile devices screens. 

[PORTUGUÊS] O fotógrafo de rua Eric Kim recentemente afirmou, ao comentar sobre o uso de grão em imagens digitais, que gostamos da estética granulada das imagens analógicas porque imperfeição é beleza. Para ele, as imagens produzidas pela maioria das câmeras digitais modernas tendem a ser excessivamente nítidas e excessivamente perfeitas. Eu concordo parcialmente com suas colocações e noto que o grão adiciona textura às imagens. O fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado sempre achou as imagens digitais muito planas, sem volume e sem textura. Quando de sua migração para o mundo digital, ele contratou uma empresa francesa que desenvolveu para suas fotografias digitais o mesmo grão que suas imagens analógicas costumavam ter quando ele usava o filme Tri-X. Por fim, noto que o grão é visualmente mais agradável em imagens impressas que em imagens visualizadas em telas de computadores e dispositivos móveis.   

Photo / Foto: Francisco Cribari. 

Photo / Foto: Francisco Cribari. 

Eli Reed

[ENGLISH] Eli Reed was the first black photographer to work full-time for Magnum. He is an outstanding photojournalist. Over the years he produced excellent photographs. I am attaching my favorite one to this post.

[PORTUGUÊS] Eli Reed foi o primeiro fotógrafo negro a ser empregado em tempo integral pela agência Magnum. Ao longo dos anos ele produziu imagens da mais elevada qualidade. Estou anexando abaixo minha foto favorita dentre todas as fotos que ele produziu (ou, ao menos, dentre as que conheço).

Photo: Eli Reed. 

Photo: Eli Reed. 

David Edelstein

[ENGLISH] David Edelstein is a photographer based in Seattle, Washington. His images have been said to contain an abstraction of reality. In a recent interview he was asked why he chose black and white for his street photography. His answer: "Well, the short answer is that I love black and white. The longer answer is that I like to shoot in black and white because it isn’t how the world looks. I agree with what Aaron Siskind said: “When I make a photograph I want it to be an altogether new object, complete and self-contained.” Removing the literal reference of color helps me to make my photos new objects, instead of just describing the world."

[PORTUGUÊS] David Edelstein é um fotógrafo de rua que reside em Seattle, Washington. Suas imagens já foram descritas como a abstração da realidade. Em uma entrevista recente ele foi perguntado sobre por que escolheu o preto e branco para suas fotografias de rua. Sua resposta: "Bem, a resposta curta é que adoro preto e branco. A resposta longa é que eu fotografo em preto e branco porque o mundo não é dessa forma. Eu concordo com o Aaron Siskind, que disse que quando produz uma fotografia ele quer que ela seja um objeto novo, completo e auto-contido. A remoção da referência às cores contribui para que minhas fotografias se tornem novos objetos, ao invés de serem uma mera descrição do mundo." 

Photo: David Edelstein. 

Photo: David Edelstein. 

PBMAG Exhibition

[PORTUGUÊS] Participarei, ao lado de excelentes fotógrafos, da Mostra PBMAG de fotografia em preto e branco nos dias 3 e 4 de dezembro de 2016. O evento se insere no São Paulo Photo Weekend. Endereço: Rua Fidalga, 184 - São Paulo/SP. 

Mostra PBMAG, São Paulo/SP, dezembro de 2016

What not to do

[ENGLISH] What should you not photograph in the streets? There are several views on that. I can share my view on the issue with you. This is what you should avoid photographing: (i) people in embarrassing situations (drunk people, couples arguing in public, etc.), (ii) street artists (it's too easy to photograph them), and (iii) beggars. 

[PORTUGUÊS] O que não fotografar nas ruas? Há diferentes opiniões sobre o assunto. No meu entendimento, o que deve ser evitado: (i) pessoas em situações constrangedoras (pessoas bêbadas, casais brigando em público etc.), (ii) artistas de ruas (é fácil demais fotografá-los) e (iii) moradores de rua (estão em situação de extrema fragilidade). Claro que pode haver exceções, mas tais exceções devem ser raras e bem justificadas. 

Photography exhibition in Paris, 2016

[ENGLISH] One of minhas photos was selected in an internacional contest on sports photography ("Objectif sport!") for an exhibition in Paris (July 5 through September 9, 2016). 

[PORTUGUÊS] Uma de minhas fotos foi selecionada após uma competição internacional para uma exposição em Paris, que ocorreu entre 5 de julho de 9 de setembro de 2016. O concurso teve como tema "Objectif sport!" e foi promovido pelas Alianças Francesas de todos os países.

"Objectif sport!" - Paris, July through September 2016

Hunting for the unknown

[ENGLISH] A nice quote about street photography: "I don’t know exactly what I’m searching for. But I seem to know what it is when I find it.” --David Powell Yes! I too don't know what I look for when I am on the street, but I sure know what it is when I find it. Street photography is about that: searching and finding. The above quote was taken from the video below, which I recommend.  

[PORTUGUÊS] Uma ótima citação sobre fotografia de rua: "Eu não sei exatamente o que procuro, mas passo a saber quando encontro." --David Powell, fotógrafo de rua Sim! Eu também não sei o que busco quando estou nas ruas fotografando, mas certamente passo a saber quando encontro. Essa é a essência da fotografia de rua: buscas e descobertas.  A citação acima foi retirada do vídeo abaixo, que recomendo. 

Gustavo Gomes

[ENGLISH] Gustavo Gomes (or Gustavo Minas) is a Brazilian street photographer. His color street photos are of excellent quality. Their composition is oftentimes clever and complex. 

[PORTUGUÊS] Gustavo Gomes (ou Gustavo Minas) é um fotógrafo de rua brasileiro que trabalha predominantemente em cores. Suas composições tendem a ser precisas e muitas vezes complexas. 

Photo / Foto: Gustavo Gomes (Gustavo Minas). 

Photo / Foto: Gustavo Gomes (Gustavo Minas). 

Ralph Gibson

[PORTUGUÊS] Ralph Gibson é um fotógrafo que sempre nos surpreende com suas composições e enquadramentos. Aqui temos um exemplo de como uma fotografia é definida não apenas pelo que inclui no quadro, mas também (e, talvez, principalmente) pelo que dele exclui. Rostos e identidades mostram-se supérfluos; a narrativa os dispensa. Apesar do enquadramento ousado, notamos a presença de elementos de uma boa composição: as duas mãos se encontram em áreas nobres do quadro e o instrumento musical conduz nosso olhar para a mão da criança. A imagem é também rica em conteúdo. Alguém já disse que contraste é o que torna uma fotografia interessante. Aqui há visível contraste entre o relaxamento do adulto ao violão e o elemento de tensão dado pela mão esticada do bebê. A verdadeira fotografia é feita com o olhar, com sentimentos e com o cérebro, tudo regado a largas doses de intuição. A verdadeira fotografia pulsa emoções, toca-nos, inquita-nos. Ralph Gibson é, para mim, um dos mestres da inquietação. 

Photo / Foto: Ralph Gibson

Photo / Foto: Ralph Gibson

How to compile Darktable

[ENGLISH] I produced a quick tutorial (in Portuguese) that explains how to compile the RAW processor Darktable from the source files.  

[PORTUGUÊS] Eu produzi um vídeo explicando como compilar o software de tratamento de fotos Darktable a partir dos arquivos-fonte. Como eu explico no vídeo, às vezes é útil obtermos a versão mais recente do programa. 

Delka

[ENGLISH] I name all my cameras. This is my Fujifilm X100T, named Delka. Its name is an homage to Josef Koudelka, one my favorite photographers. My Fuji X100S name is Martine, after Martine Franck. 

[PORTUGUÊS] Eu costumo dar nomes às minhas câmeras. Essa é a Delka, minha Fuji X100T. Seu nome é uma homenagem a Josef Koudelka, um dos meus fotógrafos favoritos. O nome de minha Fuji X100S é Martine, uma homenagem à fotógrafa Martine Franck. 

It's all luck

[ENGLISH] "Of course it’s all luck." --Henri Cartier-Bresson / Never underestimate luck. I was in Brasília a few days ago and went for a walk with my camera. I stopped in front of Palácio do Planalto (the place where our president works) and waited for something interesting to happen. Suddenly a boy started to attract pigeons. He had some food in his hand. Aside from that, it seemed to me that the pigeons truly liked him. I walked towards him, stopped around a meter and half away from him, made two photos and then walked away without saying a word. This was the best of the two photos I made. There is a pigeon flying towards him in the lower right corner of the frame. It made the photo a whole lot more interesting. Was it luck? Did I click by reaction when I noticed the pigeon entering the frame? (I do not shoot in burst mode. It is always just a single click.) I have no idea. Anyway, luck is always welcome! 

[PORTUGUÊS] "Tudo é uma questão de sorte." --Henri Cartier Bresson / Nunca subestime a sorte. Eu estava em Brasília há alguns dias e saí para fazer algumas fotos de rua. Caminhei até a Praça dos Três Poderes. Fiquei um bom tempo lá esperando algo interessante acontecer. De repente, um garoto começou a brincar com os pombos que povoavam a praça e a os atrair com comida. Os pombos pareciam, comida à parte, genuinamente gostar do garoto. Eu me aproximei dele, fiz duas fotos e me afastei sem falar nada. Essa foi a melhor das duas fotos que fiz. Há um pombo entrando no quadro (canto inferior direito). Esse detalhe enriqueceu a imagem, pois tornou a história que eu buscava contar com a imagem mais rica. Foi sorte? Eu cliquei por reação quando notei a entrada do pombo no quadro? Não sei, não faço a menor ideia. Sei apenas que a sorte será sempre bem-vinda. 

Photo / Foto: Francisco Cribari 

Photo / Foto: Francisco Cribari 

A cross and a box of chocolates

[ENGLISH] "Street photography is like a box of chocolates: you never what you are going to get." --Thomas Leuthard

I arrived at Recife Antigo on a Sunday midafternoon to go for a street photography run with a couple of friends. I noticed there were some workers assembling a large stage for an outdoors play that would tell the story of Jesus's crucifixion. I stood there for a five or ten minutes and then one of the workers grabbed a large cross and carried it to the highest part of the stage. He walked with the cross for a few minutes, maybe three minutes or so. I raised the camera, changed the ISO to 200, aperture to f/8 and exposure compensation to -1.67 EV (the camera was set to aperture priority) and I was able to make three photos. This was the best one. Indeed! Street photography is like a box of chocolates! When I left home that day I never imaged that would come back with an image like that. 

[PORTUGUÊS] "Fotografia de rua é como uma caixa de chocolates: você nunca sabe o que vai obter." --Thomas Leuthard

Eu cheguei no Recife Antigo na metade da tarde de um domingo para uma caminhada de fotos com alguns amigos. No local havia alguns trabalhadores montando um palco ao ar livre onde aconteceria uma encenação da Paixão de Cristo na semana seguinte durante as celebrações da Páscoa. Um trabalhador subitamente pegou uma grande cruz e a carregou até o ponto mais elevado ao palco. Ele caminhou por alguns minutos, talvez três minutos no máximo. Eu levantei a câmera, coloquei o ISO em 200, a abertura e f/8 e a compensação de exposição em -1.67 EV. (A câmera estava ajustada para funcionar em prioridade de abertura.) Consegui fazer três fotos. Essa foi a melhor. De fato, fotografia de rua é como uma caixa de chocolates! Quando eu saí de casa naquele domingo eu jamais imaginava que voltaria com uma imagem assim. 

Photo / Foto: Francisco Cribari.

PBMAG: A magazine on B&W photograpphy

[ENGLISH] Photographer Tyto Neves has launched a new magazine that focus on Black and White Photography: PBMAG (link below). Its first issue has an article about my street photographs. 

[PORTUGUÊS] Agora temos uma revista dedicada à fotografia em preto e branco, a PBMAG (link abaixo). A revista é fruto do empreendimento do fotógrafo paulista Tyto Neves. Foi um honra para mim ter sido convidado a ser um dos fotógrafos abordados no primeiro número dessa excelente revista. 

PBMAG: http://issuu.com/pb_mag/docs/revista_pbmag_01_web

BWU Competition (again)

[ENGLISH] One of my photos won the January 2016 edition of the Black and White Competition. The category was street photography (graphic). I made this photo at Morro da Conceição, Recife (Brazil) during a religious festivity. The photo was made when it was quite sunny and, as a consequence, under harsh light.  

[PORTUGUÊS] Minha foto venceu a competição Black and White Universe (edição de janeiro de 2016) na categoria de fotografia de rua (gráfica), edição de janeiro de 2016.  A foto foi feita no Morro da Conceição, Recife. O sol estava muito forte e a luz, em consequência, dura. Busquei combinar na imagem os padrões formados pelas camisas e a sombra do rapaz. Permaneci no local por uns dez minutos e fiz cerca de cinco fotos. Essa foi a melhor delas. 

BWU competition

[ENGLISH] The Black and White Universe Facebook group has a monthly competition for monochrome images. It covers several different categories. I won the competition in December 2015, category: street photography (up close). This is one my favorite photos. 

[PORTUGUÊS] Minha foto venceu a competição Black and White Universe na categoria de fotografia de rua (up close), edição de dezembro de 2015.  Essa é uma de minhas fotos prediletas.

 

Rui Palha

[ENGLISH] Rui Palha is a Portuguese street photographer. Most of his photos are made in Lisbon. He is one of the best street photographers out there in my opinion. His images are emotionally intense and rich in content. They speak to me. 

Some interesting facts: 1) His favorite photographers Henri Cartier-Bresson, Garry Winogrand, James Nachtway and Sebastião Salgado. 2) He shoots JPEG, not RAW. 3) He is a black and white shooter. 4) He likes to shoot early in the morning and the end of the day.

Rui Palha's web page: http://www.ruipalha.com

[PORTUGUÊS] Rui Palha é um fotógrafo de rua português. A grande maioria de suas fotos é feita em Lisboa. Ele é um dos melhores fotógrafos de rua que conheço. Sua imagens são ricas em conteúdo e emocionalmente intensas. Elas me tocam. Profundamente. 

Alguns fatos interessantes: 1) Seus fotógrafos favoritos são Henri Cartier-Bresson, Garry Winogrand, James Nachtway e Sebastião Salgado. 2) Ele fotografa em JPEG, e não em RAW. 3) Sua produção é em preto e branco. 4) Prefere fotografar cedo pela manhã ou no final do dia.  

A página web do fotógrafo Rui Palha: http://www.ruipalha.com

Photo / Foto: Rui Palha. 


What do we street photographers photograph?

[ENGLISH] "I am photographing myself out there. Not myself physically, but mentally. It's my take on the world." --Bruce Gilden

I could not agree more. 

[PORTUGUÊS] "Eu estou me fotografando nas ruas. Não fisicamente, mas mentalmente. É a minha visão do mundo." --Bruce Gilden

Concordo plenamente. 

Bruce Gilden